literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Ana cabeluda do pano na cabeça
VOLTAR
RESENHA

Por Fabricia Luiz Souza
Professora de Educação Infantil
Assessora Pedagógica da Secretaria Municipal de
Educação de Florianópolis
2013

Ana Cabeluda do pano na cabeça, de Mauro Cesar Bruginski Camargo é um livro infantojuvenil que provoca o imaginário do leitor pela narrativa carregada de ficcionalidade, em que o real e o irreal se enredam.

A personagem Ana apresenta, no início da história, um “Elucidário”, trazendo a identificação de todos os personagens do Vale da Lua Azul, mundo fantasioso criado por ela. Vivendo entre o mundo real e o imaginário, Ana Cabeluda e seu pano na cabeça – que muda de cor o tempo todo – e seus companheiros de aventura, os terríveis, não, os fofinhos, Sapo Feito de Trapo e Zanzão Enchido de Algodão, partem em busca da Chave da Sabedoria.

Fugindo da Bruxa Narizuda, Ana Cabeluda tenta encontrar e compreender o Feitiço de Acra, na Terra de Ozka, circundando o Rio Confuso, e libertar a princesa Iriani da Caverna do Esquecimento.

Ana Cabeluda do Pano na Cabeça é uma história muito envolvente, engraçada e misteriosa, com grandes surpresas a cada página e a cada lugar vivido por essa menina inventiva.

CAMARGO, Mauro Cesar Bruginski. Ana Cabeluda do Pano na Cabeça. Florianópolis: Momento Atual, 2003.


AUTORES

Imagens