literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Era uma vez um buldogue francês
VOLTAR
RESENHA

Por Maria Alice Spengler
Graduanda em Design – FURB
2017

O livro Era uma vez um buldogue francês, da escritora Ana Paula de Abreu, é um livro de brochura, com 40 páginas e conta a história do cachorro Pingo, um buldogue francês que nunca gostou de ser chamado pelo seu nome de batismo, atendia apenas pelo nome de Pierre. Nas ilustrações, feitas por Mariano Martín, os personagens foram confeccionados com massa de modelar, enquanto os cenários em volta são feitas com colagens, depois fotografados para montar cada uma das imagens do livro.

Pierre nasceu no Rio de Janeiro, mas já nasceu reclamando do clima quente da cidade, prefere dias nublados e chuvosos, por ser mais parecido com o clima europeu. Diferentemente dos outros cães, odiava ter que sair para correr no calçadão, mas sua dona insistia diariamente em levá-lo. Pierre não era bem aceito pelos colegas, pois além da arrogância natural, fazia questão de latir com sotaque francês. Até que certo dia, durante suas caminhadas, conheceu uma cadela de Ipanema, pela qual decidiu mudar seus hábitos, inclusive seu sotaque, e a partir desse momento passou o cantarolar carioca.

Durante toda a narrativa, Pierre expressa suas emoções em palavras francesas e, ao final do livro, a autora traz um paratexto com informações sobre a bossa nova, ritmo musical brasileiro apresentado durante a história.

ABREU, Ana Paula de. Era uma vez um buldogue francês. Ilustração de Mariano Martín. Rio de Janeiro: Viajante do tempo, 2015.


AUTORES

Imagens