literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

História de uma Aquarela
VOLTAR
RESENHA

Por Maria Laura p. Spengler
Doutora em Educação
Professora UDESC
2020

História de uma aquarela, de autoria de Elisabeth Fontes e Maria Lúcia Rodrigues, é uma edição bilingue português e espanhol. De capa dura, o livro narra as vivências de um grupo de pessoas que saíram do Brasil para trabalhar na Colômbia, especialmente de num grupo de mulheres mães, acompanhando os maridos em suas novas profissões. O grupo foi formado já no novo país e foi chamado de Aquarela, homenageando as músicas que levam o mesmo nome, do canto brasileiro Toquinho, e o samba Aquarela do Brasil, do compositor Ari Barroso, homenagem à música e lugares brasileiros, suas pessoas e sentimentos.

O grupo dedicou-se ao serviço voluntário de um projeto social, voltado para as crianças que vivem em condições desfavoráveis, como a pobreza e doenças. Com o passar do tempo, a comunidade brasileira que se dedicou ao projeto viu a ideia se expandir, pelas mãos de “mulheres  com um coração imenso para caber dentro dele uma ciranda de meninos e meninas, cantando esperanças de serem felizes” (FONTES, 2013, p. 36).

O livro, que também traz características de texto informativo, apresenta ao leitor muitos elementos que compõem a cultura colombiana, como os alimentos: “bandeja paisa, arepasm chicharones e patacones” (FONTES, 2013, p. 12), seus ritmos musicais: “salsa e merengue”, o clima frio da Cordilheira dos Andes e ainda sua arte, como o museu do pintor Fernando Botero e o “maior museu do Ouro do mundo” (FONTES, 2013, p. 14)

Maria Lúcia Rodrigues divide a autora da narrativa com Elisabeth, ao dar forma, por meio das ilustrações, à história contada pelas palavras, e usa a técnica de aquarela, para compor cada uma das imagens.

REFERÊNCIA

FONTES, Elisabeth. História de uma Aquarela. Il.: Maria Lúcia Rodrigues. Bogotá, Colômbia: Editora Panamericana, 2013.


AUTORES

Imagens