literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

O condomínio
VOLTAR
RESENHA

Por acadêmicos do curso de Pedagogia – UFSC
2017

O conto O condomínio, da autora e ilustradora Milka Lorena Plaza Carvajal, destaca-se por sua comunicação simples e de fácil compreensão. Publicado em 2008, pela Imprensa Universitária da UFSC, constitui-se como um gênero narrativo (prosa), cuja estrutura se constitui, predominantemente, em forma de diálogo. Direcionado ao público infantojuvenil, apresenta-se como possibilidade metodológica proeminente para a discussão de questões contemporâneas tangentes ao convívio em sociedade.

A história distribui-se em 27 páginas e sua narrativa se dá na terceira pessoa do discurso direto. O livro também oferece a possibilidade da criança colorir algumas ilustrações, estando estas distribuídas linearmente, possibilitando que a criança associe a imagem ao conteúdo até então evidenciado.

Sobre os seus aspectos espaciais e temporais, o desenrolar da história se dá em uma árvore localizada no meio de um jardim, ressalta-se que a autora busca, de forma temporal (diurno ou noturno), localizar o leitor em relação aos eventos que acontecem no “condomínio”.

O contoé protagonizado por um grilo barulhento, que é incumbido, a posteriori, de ser o representante dos moradores do condomínio. Ainda há outros personagens se destacam, a saber: um loro fofoqueiro, um gato assustador e perigoso, um canário guardião, uma rolinha abusada e gnomos benfeitores, dentre outros. Todos usufruem do jardim e a árvore ali localizada se tornou um local tranquilo e feliz para se habitar.

Muitas são as aventuras vividas por esses moradores. Acontecimentos misteriosos ganham respaldo nas conversas do dia a dia, como a morte enigmática de Lora, o alimento que, estranhamente, é deixado para os condôminos a cada nova manhã e, primordialmente, quem seria o sujeito insensível que sujara novamente a água da tigela na qual bebiam.

Muitos eram os questionamentos, mas nada se comparou ao acontecimento que fez com que o Sr. Grilo se tornasse um sujeito notório no condomínio. Sua fé e sua habilidade em conduzir os demais frente à situação perigosa em que se encontrava a vizinha coruja, destacou sua humildade, pureza e grandeza de espírito, sendo este o escolhido para ser o guru e guia espiritual dos demais animais que ali habitavam. Não obstante, o que não se sabia era que o sucesso de tal intervenção também contou com a participação de outros seres.

Assim, a essência da história consiste na dinâmica de funcionamento de um espaço, cujos habitantes, como pré-requisito para lá residirem, deviam cultivar a harmonia, o amor e o respeito por seus vizinhos. Trata-se, portanto, de um conto que visa evidenciar a dificuldade da convivência entre diferentes indivíduos, ao passo que aponta a importância de se saber viver em comunidade, respeitando as singularidades alheias e praticando hábitos que propiciem a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

CARVAJAL, Milka Lorena Plaza. O condomínio. Florianópolis: Imprensa Universitária da UFSC, 2008. 


AUTORES

Imagens