literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Pô! Ema
VOLTAR
RESENHA

Por Maria Laura P. Spengler
Doutora em Educação
Professora UDESC
2020

“Havia uma ema que gostava de comer poemas”, assim começa o livro Pô! Ema, escrito por Sandra Coelho, ilustrado por Leandro Maman e publicado pelo grupo Eranos Círculo da Arte. O livro é resultado de uma coletânea de poemas que surgiram nas apresentações de performance do Grupo, do qual os autores fazem parte.

Os poemas surgem do encontro interativo da autora com crianças, nos quais juntos inventam poemas que serão devorados pela Dona Ema e seus filhotes, personagens projetados na parede.

O projeto gráfico do livro, criado por Leandro Maman, brinca com imagens e cores que ocupam as páginas duplas que narram os poemas, assim como eles próprios. Dessa forma, aproveita dos elementos trazidos nos poemas criados pelas crianças, para construir a ilustração. E por vezes, faz com que a própria cor, carregada de significado, seja a ilustração, assim como nas páginas 28 e 29, em que, sob um fundo totalmente amarelo, se destaca a verbalidade do poema

O sol é amarelo

claro (!)

(COELHO, 2020, p.?)

ou ainda, quando nas páginas 22 e 23, o poema vira imagem, uma escada atravessa as páginas diagonalmente, e sobre seus degraus, as palavras se organizam, primeiramente em cima dos degraus, e depois, embaixo dos degraus, fazendo com o leitor brinque com o que lê, invertendo a posição do livro, para acompanhar as descidas e subidas da escada.

REFERÊNCIAS

COELHO, Sandra. Pô! Ema. Il: Leandro Maman. Itajaí: Eranos Ciclo da Arte, 2020.

Site do grupo: www.eranos.com.br/poema


AUTORES

Imagens