literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

A magia da floresta de Esiahat – a grande guerra
VOLTAR
RESENHA

Por Simoni Conceição Rodrigues Claudino
Professora de Educação Infantil – PMF-SC
2013

O livro A magia da floresta de Esiahat – a grande guerra, de autoria de Thaise Wolff, da editora Papa-livro, inicia trazendo o anúncio da morte do príncipe Talckemy de Cadive, e relata a busca por um possível novo regente. Além de Cadive, outros reinos são descritos no decorrer da história, bem como outros regentes. Reinos governados por reis, rainhas, bruxos e elfos. Na história, a razão da morte do príncipe é revelada, e a defesa do reino de Cadive e de outros reinos passa a ser o motivo da busca de alianças destes governantes para uma possível guerra.

A narrativa descreve, minuciosamente, os personagens e é organizada em capítulos, apontando ao leitor a sequência e as pausas da própria história. Perdas, lutas, dificuldades, doenças, tempestades são vividas no caminho pelas tropas dos diferentes reinos. Dentre os vários personagens que aparecem no enredo, destacam-se duas princesas que insistem em participar da guerra, e, na narrativa, suas ações mostram coragem, determinação, poder de convencimento e ousadia no apoio à guerra e às lutas travadas entre os reinos aliados e seus adversários.

Na estrutura do texto há falas de um narrador que apresenta os locais, os personagens e dá sentido à escrita, bem como há diálogos entre os personagens. Apoios e traições também se revelam no desenrolar do livro, e sugerem a intenção de continuidade da história. O livro traz uma pequena biografia de Thaise Wolff, acompanhada de uma foto da autora. comem toda a narrativa são apresentadas duas ilustrações, porém o livro não precisa muito delas, pois sua mensagem se revela nas palavras escritas por Thaise - uma menina/adolescente, na época.

WOLFF, Thaise. A magia da floresta de Esiahat – a grande guerra. Florianópolis: Papa-livro, 2004.


AUTORES

Imagens