literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Ana Branca Cardoso
VOLTAR

Por Heliete Schütz Millack
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSC
Idealizadora do Projeto Clube da Leitura: a gente catarinense em foco – Florianópolis (SC)
2013

Natural de Nova Lisboa, Angola/África, Ana Branca da Costa Maia Cardoso carrega, em sua bagagem de vida, histórias daqui e dali, vividas e sonhadas pela ótica de um coração afro-luso-brasileiro. Nascida em 1930, de pai latino-americano - amante da leitura e envolvido em causas sociais, e de mãe europeia - amante da escrita, lançou-se oficialmente na estrada literária após os trinta anos de idade, publicando seus textos em revistas, jornais e antologias, para o público adulto. Como escritora, poetisa, contista e cronista, participou de 20 antologias de várias cidades do Brasil e recebeu diversas premiações, entre medalhas e diplomas _ 1º lugar em crônicas, 2º e 3º em contos, menção honrosa e destaques especiais em poesia. Cursou Psicologia Geral e Aplicada, no Centro Médico de Psicologia e Orientação Profissional em Lisboa.



O amor pela poesia gerou seu primeiro livro publicado, Sementes Angolanas, no ano de 2000. Três anos mais tarde, publicou Contos e Crônicas d’Aquem e Além Mar. Em 2004, motivada pela artista plástica Lourecil Saidel, publicou dois livros infantis: A Galinha de Angola e O Macaquinho Ladrão e outros Contos Aventureiros.

A aproximação entre escritora e ilustradora aconteceu no ambiente profissional durante os anos de 1986 a 1992, na cidade de Itajaí, SC. A primeira coordenava uma escola de música, denominada Proarte, a segunda, era responsável pelo acervo em papel, da Fundação Genésio Miranda Lins, guardados para vir a ser o Museu do Desenho e da Gravura de Itajaí. A aproximação entre as duas intensificou-se pelas afinidades nos sonhos e no encantamento pela poesia, tornando-se elas grandes amigas. Assim, nasceu a parceria artística, uma criando histórias, outra, ilustrando estas. Lourecil ilustrou o conto O engraxate e também os livros infantis de Ana Branca. 

BIBLIOGRAFIA