literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Sissa Moroso
VOLTAR

Por Rosilene de Fátima Koscianski da Silveira
Doutora em Educação – PPGE/UFSC
2020

“Hiperativa ou super-ativa?”

Sissa Moroso é escritora e educadora. Sissa é seu apelido ou, poderíamos dizer, seu nome artístico e é como prefere ser chamada. Seu nome completo é Rosilda Mara Rodrigues Moroso. Seu pai, no exercício poético da vida cotidiana, costumava pensar os nomes para os filhos com rimas entre si, e das filhas, com rimas com o nome da mãe. Além disso, ao nascer, Rosilda e seus quatro irmãos receberam também um apelido, dado por ele. Assim, Rosilda é Sissa, filha do casal José Valmor e Hilda, uma menina catarinense que nasceu em 24 de outubro de 1965, em Tubarão. Morou nesta cidade com os avós maternos até os cinco anos de idade, depois mudou-se para Siderópolis. Em outubro de 2000, casou-se com Ademir Moroso e foi morar em Criciúma, onde reside até os dias atuais. Sissa é mãe de Luana e Júlia , além de ser avó do Igor, da Luiza e do Bruno.


Hiperativa ou super-ativa? “Desde pequena sempre fui ‘estabanada’; fiz muitas artes, como dizia minha mãe. Aprontei de tudo, mas tive uma infância feliz e sem recalques na vida adulta. Sou a segunda filha, no meio de dois meninos. Tinha de jogar bola com eles, subir em árvores, caçar rã e fazer ‘comidinhas’” (MOROSO, 2018, p.55). Ao rememorar sua infância, a autora vai construindo a narrativa de sua vida, tramada nas relações afetivas, históricas e sociais do espaço-tempo em que está inserida. Ela compartilha os significados atribuídos em cada momento por meio da escrita em Faces da vida, escrito em coautoria com seu pai. Ao partilhar a coletânea de contos, reverencia o pai, a família, se reconhece e fortalece os próprios sonhos.

Sissa Moroso registra sua vida acadêmica e uma das lembranças do seu início é a imagem de uma personagem, Chapeuzinho Vermelho, a clássica história dos Irmãos Grimm, pintada na parede do Jardim de Infância. Ela frequentou esse espaço de Educação Infantil com cinco anos de idade e descreve “uma vez [que] a professora nos levou para ver o desenho e lá contou a estória [...]. Não tínhamos esse tipo de livro em casa e este material só víamos na mão da professora e ficávamos fascinados pela literatura infantil” (MOROSO, 2018, p. 59). Quando Sissa mudou de cidade com a família, acompanhou seu irmão mais velho na escola dos anos iniciais, mesmo sem idade para matrícula.

Algumas das frustrações com a vida escolar inicial contribuíram para que Sissa pensasse em ser professora.  Ela fez sua graduação em Pedagogia, pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC, e três cursos de Pós-Graduação, em nível de Especialização, Psicopedagogia, na UNESC, Coordenação Pedagógica pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC e Gestão Escolar pela Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL/UFSC. É uma escritora que atua no campo educacional desde 1990. Foi professora de Educação Básica, trabalhou com turmas dos Anos Iniciais, do Ensino Médio e também na formação docente, com turmas de Magistério e Pedagogia, no Ensino Superior. Atualmente, exerce a função de Coordenadora Pedagógica na Escola de Educação Básica Pedro da Ré, pertencente à rede pública estadual.  É Tutora em cursos de Especialização para professores no Instituto Federal de Educação – IFSC, ambos situados em Criciúma-SC.  A docência não foi um desejo apenas seu. Sissa Moroso relata que se tornou professora realizando o sonho de sua mãe, que não teve a oportunidade de estudar para além dos primeiros anos da Educação Básica.

Como escritora, Sissa Moroso transita em diferentes gêneros literários. Ela é autora de várias crônicas que foram publicadas em jornais de circulação regional, de poemas como “Soneto de Natal” e “Nosso amor é de outras vidas”, publicados em antologias, e de vários capítulos de livros escritos em parceria com outros autores. Escreveu, em coautoria com seu pai José Valmor Rodrigues, o livro de contos, alguns autobiográficos, intitulado Faces da Vida.  Em 2000, foi convidada pelo Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina – SIECESC para elaborar material educativo sobre o meio ambiente e, em parceria com a jornalista Joice Quadros, e com a colaboração de professores e alunos da Escola Técnica – SATC de Criciúma –SC, produziu uma cartilha e um caderno do aluno, ambos intitulados: Vamos aprender com o meio ambiente.

A primeira publicação de Sissa Moroso no gênero literatura infanto-juvenil é de 2020, intitulado O Enigma de Zaki. O livro foi ilustrado por Camila Nazário e publicado pela Editora Becalete, de Mogi Guaçu, SP. A autora nos confidencia que O enigma de Zaki não é propriamente uma história inédita, mas o reconto com a reinvenção das personagens de uma narrativa que seu avô materno lhe contava ao redor do fogão a lenha, na infância vivida em Tubarão, sul de Santa Catarina. A versão de Sissa Moroso para a história tem o protagonismo negro, com princesas e reis africanos.  Nesse sentido, O enigma de Zaki vai para além da ficção, do prazer pela leitura pela audição e/ou a contação de uma história, o livro busca, com o protagonismo negro, a desconstrução do olhar subalternizado atribuídos aos povos negros. Ele foi pensado para trabalhar projetos de leitura literária na escola. Sissa Moroso oferece a narrativa como instrumento intencional que quer dialogar com alunos e professores potencializando, na prática educativa, a reflexão acerca da diversidade e reconhecendo a contribuição do povo africano na formação da cultura brasileira.

Sissa Moroso cumpre uma agenda participativa na comunidade circundante, e para além dela, e procura estabelecer diálogos com grupos e instituições que coloquem sua cidade em contato com escritores e pesquisadores da literatura. Ela é a fundadora da Academia de Letras e Artes de Siderópolis (ALASI) e a atual secretária. Faz parte da diretoria da Associação de Jornalistas e Escritores do Brasil - AJEB/SC, participa da Associação Cocalense de Literatura Arte e Cultura – ASCLAC. Busca um movimento ativo nas redes sociais, publicando no Blog da Sissa os textos literários de sua autoria, contando e recontando histórias de diferentes formas.

Referências

MOROSO, Sissa; etal . Soneto de Natal. In: CHARLAN, Fialho; LEMES, Rogério Fernandes Lemes. (Orgs.). Antologia Natal com Poesia 2019. Dourados: Biblio Editora, 2019, v. 1, p. 10-11.


MOROSO,  Sissa; etal . Poema: Nosso amor é de outras vidas. In: Clau Mendes. (Org.). Poemas do Coração – Antologia. Quirinópolis:  IGM, 2019, v. 1, p. 86-86.

MOROSO, Sissa.  O enigma de Zaki. São Paulo: Becalete, 2020.

MOROSO, Sissa. Blog da Sissa. Disponível em: http://sissamoroso.blogspot.com/

Acesso em 22 jun. 2020.

MOROSO, Sissa; RODRIGUES, José Valmor. Faces da vida. São Paulo: Lex-Dei, 2018.


BIBLIOGRAFIA