literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Liene Collaço Paulo
VOLTAR

Por Lauro Junkes
Doutor em Teoria da Literatura (PUCRS)
Professor Titular da UFSC, tendo atuado no Curso de Letras e no Programa de Pós-Graduação em Literatura, até 2010, quando do seu falecimento.

Costumava insistir o renomado romancista americano William Fualkner que uma obra de arte literária resulta de 10% de talento e 90% de transpiração, de empenhado esforço. E não se interpõem limites de idade, mesmo porque fator relevante na determinação da idade é a mente, não apenas a debilitação das células orgânicas.

Liene Collaço Paulo pode confirmá-lo ao vivo. O transcuro dos anos locupletou-a de experiência de vida, aguçou a sensibilidade perceptiva, deslindou as sendas do imaginário. Não se deixou induzir por apressamentos no desabrochar da arte escriturística. Integrada harmoniosamente no processo existencial, consagrou ao lar, marido e filhos o melhor das suas energias, obtendo como resultado o brilho fulgurante nas carreiras dos familiares. Mais serenada nas lides domésticas, iniciou a composição de textos ficcionais, que não tardaram em arrebatar distinções em concursos literários. Consequência lógica foram os livros, enfeixando conjuntos de contos. E a instigante ambição intelectual, desafiando quaisquer possíveis barreiras, acaba de evoluir vigorosa investida no romance: O Enigma de Emanuelle (Florianópolis: Editora Insular, 2005). 



BIBLIOGRAFIA