literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Casa de Consertos
VOLTAR
RESENHA

por Simone Cintra
Estágio pós-doutoral
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE/UFSC
2012

A história Casa de Consertos, escrita por Eloí Bocheco e ilustrada por Walther Moreira Santos, é narrada pela menina Olímpia, neta de Sofia – uma avó pra lá de especial, que conserta brinquedos. 

Olímpia está de férias na casa da avó e conversa ao telefone com todas as pessoas que desejam ter seus brinquedos consertados. Por meio dessas conversas, a autora oferece ao leitor histórias, nas quais um universo mágico e repleto de amor e cumplicidade entre bonecas, palhaços, trenzinhos e pessoas de todas as idades vão desfiando-se e ampliando-se junto à imaginação da menina e de seus interlocutores. 

Em meio aos consertos e às histórias de cada brinquedo, avó e neta passam seus dias a compartilhar ensinamentos, segredos e temores; ou a conversar sobre as histórias literárias que tanto amam, e que vó Sofia costuma receitar aos que sofrem de algum mal ou carência: poemas de Mario Quintana para dona Clarisse, que estava triste com o fim do seu casamento; Manoel Bandeira para dona Clara, que achava o mundo caótico; um livro de Josué Guimarães para Carlos, que sofria de falta de leitura; e tantas outras receitas literárias. 

Casa de Consertos é um livro sobre brinquedos, literatura, pessoas e suas histórias encantadas. Um livro no qual autora e ilustrador desvelam maneiras – criadas pela imaginação, saberes e fazeres de uma criança e sua avó – de redesenhar e rebordar os brinquedos e a vida. 


BOCHECO, Eloí. Casa de Consertos. Il. Walther Moreira Santos. São Paulo: Melhoramentos, 2012.


AUTORES

Imagens