literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

No Reino de Tu-dudá
VOLTAR
RESENHA

Por Aline Cavalheiro
Acadêmica do Curso de Pedagogia/UFSC
Bolsista Pró-extensão
Eliane Debus
Professora MEN/PPGE/CED/UFSC
2013

O livro No Reino de Tu-dudá, de Rosaura Flores, é uma narrativa construída com uma pitada de crítica à educação das crianças, por meio da representação de uma família real, que há muito tempo não via o seu filho. Os personagens que compõem a narrativa são o Rei Osnildo Roberto, o Príncipe Horácio Humberto e o Conselheiro do Rei. O texto cita a Rainha Mafalda Helena, mas em momento algum ela assume papel na narrativa.

A história se passa no Castelo Real, onde a família do Rei e o reino inteiro espera ansiosamente pela chegada do Príncipe Horácio Humberto, que foi estudar fora desde criança e agora que está formado volta a sua cidade natal. Quando o Príncipe chega, todo o povo fica assustado, não o recebendo com festa e pompas. O Rei ficou furioso, perguntando a todos por que o filho teve essa recepção. Seu conselheiro foi ver por que o povo o havia recebido dessa forma.

O povo comentava que o menino havia crescido muito e diziam que ele cresceu porque foi estudar. Reclamavam que no Reino de Tu-dudá, tudo que se plantava crescia, menos as crianças, pois não havia escola. Desse modo, a população exigia que o Rei construísse escolas para seus filhos. O Rei, preocupado que as crianças ficassem inteligentes e críticas como seu filho, não conseguiu dormir a noite em busca de uma solução para o caso.

Mas, como todo bom Rei tem um “bom” conselheiro, esse Rei não era diferente. Seu conselheiro disse que o reino poderia ter escolas, mas outro tipo de escola, não como a do Príncipe; isto é, uma que ensinasse a plantar, colher, que respeitasse o Rei e que cumprisse as leis.

O povo sentiu-se satisfeito, mas resta saber: será que ele vai conseguir enganar o povo por muito tempo?

FLORES, Rosaura. No Reino de Tu-dudá. Il. André Luiz Dias. São José: El Shaddai, 1999. 


AUTORES

Imagens