literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Nossa família aumentou
VOLTAR
RESENHA

Chirley Domingues
Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação– UFSC
2017

Assim como Meu cachorro Atahualpa, em Nossa família aumentou, Urda Alice Klueger apresenta, com muito humor e afetividade, o dia a dia ao lado dos seus animais de estimação. Agora, porém, o relato tem como protagonista a gatinha Manuelita Saens, que chega à família e muda a rotina da casa.

Além de se mostrar uma personalidade independente, como convém aos felinos, Manuelita surpreende Urda, pois diferente de Athaualpa, o primogênito da família, é arteira e arrisca-se fazendo acrobacias, “brincando de trapezista pelas prateleiras”, derrubando objetos de decoração da casa, brincando com fios elétricos, além de desaparecer por dias, levando sua dona a acreditar que jamais a teria de volta.

Entre quedas surpreendentes, como a que teve da janela da casa quando bebê, e caçadas cinematográficas, a sapeca gatinha vai gastando as vidas que tem, impressionando Urda. Por outro lado, Manuelita só dorme aconchegada na cama da família, transformando-se na gatinha mais tranquila do mundo, “toda carinho e meiguice”, colocando-se ao rosto de sua dona. E, assim, no cotidiano da casa, Manuelita conquista seu espaço na vida de urda e ao lado de Atahualpa e Urda constitui uma verdadeira família, tornando-se digna imortalizada em mais um livro da autora catarinense.

KLUEGER, Urda Alice. Nossa família aumentou. Blumenau: Hemisfério Sul, 2014.


AUTORES

Imagens