literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

O Monstro do pé molhado
VOLTAR
RESENHA

Por Maria Laura Pozzobon Spengler
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação – UFSC
2015

O livro O Monstro do pé molhado, de Nana Toledo, conta a história do menino Lucas que resolveu virar um detetive para descobrir que monstro era aquele que deixava pegadas estranhas por toda a casa. Quem descobriu o tal monstro foi a mãe do menino, que viu encontrou pegadas de pés estranhos pela casa enquanto seu filho tomava banho. Elas apareciam em situações bem estranhas: em dia de chuva ou então na tarde de muito calor em que curtiam um banho de piscina. Certo dia, os dois descobriram que as pegadas sumiam quando encontravam o pote de balas.

O menino, com toda a curiosidade do mundo, munido de uma lupa, tentava desvendar o tal mistério: quem seria esse monstro do pé molhado? E por que ele passeava pela casa atrás de balas? Porém. quem descobre o grande mistério das pegadas é a mãe de Lucas, que encontrou um menino monstruoso (e molhado) pegando balas escondido na cozinha. Quanta alegria em se descobrir como a mãe do monstro do pé molhado!

A autora e o ilustrador catarinense Guilherme Karsten brincam com intertextos, trazidos de outras histórias tradicionais para crianças, como a narrativa da menina de cachinhos dourados ou os irmãos que se meteram em encrenca por encontrarem aquela casa cheinha de doces.

TOLEDO, Nana. O Monstro do pé molhado. Ilustração de Guilherme Karsten. Blumenau: Gato Leitor, 2015.


AUTORES

Imagens