literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Utensílio Poesia
VOLTAR
RESENHA

por Luana Madaloni da Silva
Acadêmica do Curso de Pedagogia – UFSC
Bolsista PIBIC 2011/2012
2012

O livro Utensílio Poesia, de Silvério da Costa, é construído com 23 pequenos poemas sobre assuntos que giram em torno do ambiente da criança, provável leitora do livro. Entre os utensílios que dão origem aos poemas, estão objetos do cotidiano como: fogão, panela, televisão, batedeira, ursinho, livro. 

O diálogo com os poemas de origem oral se fazem presente, conforme se pode observar no poema A xícara:


A Xícara


Não é avião e tem asa,

Tem asa e não é passarinho.

Tem boca, ou melhor, bocarra

Como a de um jacaré,

Mas só quando fica em pé!...

O que é? O que é?

É a xícara, coitada,

Por onde tomamos café!

Os poemas brincam com as palavras, apresentando rimas internas e externas e, provavelmente, encantam as crianças com os seus enredos divertidos. 


COSTA, Silvério da. Utensílio Poesia. Chapecó: Grifos, 2000. 51 p.


AUTORES

Imagens