literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Silvério da Costa
VOLTAR

por Bianca Ferreira da Silva.
Acadêmica do Curso de Pedagogia - UFSC
2012


Silvério da Costa nasceu em 1939 e cresceu em Volbom, próximo à cidade do Porto, norte de Portugal. Veio para o Brasil no ano de 1963, após lutar na guerra de Angola. Mora em Chapecó há aproximadamente 41 anos, participando ativamente de várias associações literárias. Foi presidente da ACHE - Associação Chapecoense de Escritores, em duas gestões; presidente do Conselho Municipal de Cultura de Chapecó e 2º vice-presidente da UBE-União Brasileira de Escritores, seção Santa Catarina. Silvério da Costa tem uma publicação vasta e reconhecida. Já publicou vários livros, entre eles: 

Retalhos da Existência, São Paulo: Edicon, 1989;

Retratos, São Paulo: Scortecci,  1991;

Sinfonias do Corpo, -São Paulo: Scortecci, 1993;

Percalços da Vida e Outras Chatices Gostosas, São Paulo: Scortecci, 1995;

Fogueiracesa, Chapecó: Cometa, 1999;

Poemas Líricos e outros Poemas - em parceria com Torres Pereira e Agostinho Duarte, Chapecó: Cometa, 1999; 

Rapsódia de Espantos, Florianópolis: UFSC, 2005;

Trilhos Cruzados, Chapecó: Arcus, 2010;

Para crianças:

Utensílio Poesia, Chapecó: Grifos, 2000; 

As Brincadeiras de Gastão, Chapecó: Cometa, 2001; 

O Gato que Sabia Latir, Chapecó: Arcus, 2006.


BIBLIOGRAFIA