literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Viagens de um pãozinho
VOLTAR
RESENHA

Por Eliane Debus
Professora MEN/PPGE/CED/UFSC
2013

Viagens de um pãozinho, escrito e ilustrado por Sérgio Meurer, é uma narrativa poética construída de forma sensível e criativa, sobre o percurso de um pãozinho: do trigal à mesa de café. Ou melhor, a narrativa não é escrita de forma linear, pois o autor a inicia com o personagem principal – o pãozinho, já na mesa do café para depois narrar sua história no nascedouro, quando ainda fazia parte do imenso trigal amarelo, à mesa do café.

De trigo a pão, o personagem vai se robustecendo e tomando forma e, na mesa do café, junto com outros acompanhamentos (queijo, manteiga, bolo, café e leite), aguarda sua hora de virar alimento. No entanto, fica esquecido sobre a mesa, levando o pãozinho a se sentir abandonado, mas logo ele segue viagem na viagem de alguém da casa: que o leva como presente embrulhado a outra boca a ser alimentada.

A narrativa se encerra em aberto, pois uma nova história se inicia, agora de um sorriso, “sorriso de quem fica com barriga cheia, quentinha por causa do pão” (MEURER, 2011, p.33).

O livro mobiliza o leitor para pensar sobre pequenas coisas do cotidiano que, muitas vezes, passam despercebidas ou não damos o merecido valor, como no caso de um pãozinho quentinho, que pode aquecer o coração.

MEURER, Sérgio. Viagens de um pãozinho. São Paulo: Cortez, 2011.


AUTORES

Imagens