literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

AdoleEssência
VOLTAR
RESENHA

Por Heliete Schütz Millack
Mestranda em Educação/UFSC
Idealizadora do Projeto Clube da Leitura: a gente catarinense em foco, da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis (SC)
2013

Sete histórias distintas, mas com um elo comum: o turbilhão de descobertas, buscas e incertezas da juventude. É justamente a essência que habita a alma de meninos e meninas durante o período da adolescência a proposta da escritora Tânia Maria da Silva no livro AdoleEssência. O livro faz parte do projeto Livro Livre do Instituto Evoluir e tem venda proibida.

Cada uma das histórias é contada por um narrador personagem que expõe um momento marcante de sua vida, em uma sequência não linear, ou seja, pela recriação do tempo da memória, e também empregando linguagem atual e própria do jovem. A partir desse mote, a autora traz à tona temas como os riscos da Internet, a insatisfação, o primeiro beijo, a paixão, a amizade, a relação com os pais, anorexia, drogas e gravidez.

Em “Uma história que não tem fim”, um jovem cai na armadilha de um aliciador de “garotos para servirem de soldados do tráfico”, colocada em uma rede social na Internet. Ingenuamente, movido por uma necessidade de fazer parte de uma “galera diferente”, foge de casa, mas encontra fome, sofrimento, dor, angústia e desespero.

No diário de Letícia, a adolescente de 14 anos desabafa sobre o “mico” que seus pais a fizeram passar diante dos amigos, ao irem buscá-la mais cedo em uma festa. Esse capítulo, com otítulo “Nadavê, meu”, mostra também os assuntos que povoam as relações de amizade entre jovens no colégio. Entre fofocas, “zoações” e “azarações”, comentadas no“Chapa Quente Girls”, as meninas vão vivendo esse período de descobertas.

Ciúme e orgulho formam o drama criado na mente de Mariana, na época em que tudo parece definitivo. Ela sofre pelo amor que sente por Felipe no episódio “Eu te amo”.

Aconteceu no verão conta sobre um romance entre uma jovem e o surfista Duda.

A amizade entre o jovem Cleiton José e Clarabel, que “Por um triz” deixou de se transformar em um namoro, não foi suficiente para evitar que ela escondesse dele um triste segredo, a anorexia.

Um garoto encantado pelos “Olhos de mar” da nova estudante do cursinho, a qual viu passar na biblioteca, leva-o a ir atrás de sua conquista.

Fechando o ciclo de contos, no último capítulo, Cristiano é um jovem vencido pelas drogas, mesmo tendo a família e Mara a seu lado. Só o que consegue dizer é “Sinto muito”.

SILVA, Tânia Maria da. AdoleEssência. Il. Eugênio Colonnese. Blumenau: Estúdio Criação, 2007, 64 p. 


AUTORES

Imagens