literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Uma fábula ecológica
VOLTAR
RESENHA

Por Heliete Schütz Millack
Mestranda em Educação/UFSC
Idealizadora do Projeto Clube da Leitura: a gente catarinense em foco da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis (SC)
2013

O livro Uma fábula ecológica, escrito por Tânia Maria da Silva e Cristina Marques, com colaboração de Graciane Regina Pereira, aborda a questão ambiental pelo viés da parábola bíblica da criação do mundo, e também, na perspectiva da responsabilidade humana pela destruição ou preservação de tudo o que há na Terra, inclusive a do próprio homem.

As autoras veiculam essa mensagem por intermédio de um narrador que dá voz às cinco personagens, as quais compõem o núcleo narrativo ficcional: o Ar, o Fogo, A água, a Terra e o Homem. Ao mesmo tempo, elas inserem, ao pé de algumas páginas, informações reais sobre a constituição do corpo humano, a capacidade de reprodução do ser vivo, além de tecerem comentários sobre a intervenção humana no desequilíbrio ecológico.

Depois da criação, o criador deu ao homem o poder de “ocupar e dominar” a Terra, mas “fez um pedido:

_ Zele pelo seu lar,

Usufrua, mas não deixe de cuidar.”

Com o passar do tempo, o homem esqueceu-se dessas palavras e provocou a destruição. Por isso, o Ar, o Fogo e a Água queriam dar uma lição nele, pela produção de catástrofes climáticas, mas a Terra sugeriu uma consulta ao criador e acabou sendo a mensageira de uma renovadora mensagem às novas gerações.

MARQUES, Cristina; SILVA, Tânia Maria da; Graciane Regina Pereira. (Colaboração). Uma Fábula Ecológica. Il. Ana Raquel. Gaspar: Gráfica Inove, s.d. 16 p.


AUTORES

Imagens