literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Ricardo Hoffmann
VOLTAR

por Maristela Della Flora
Acadêmica do Curso de Pedagogia – Bolsista Voluntária - UFSC
e Chirley Domingues
Doutoranda em Educação - UFSC
2012

O criciumense Ricardo Luiz Hoffmann nasceu em 1937, mas viveu sua infância em Blumenau. Residente em Florianópolis, Ricardo, advogado e mestre em administração universitária, foi colaborador dos jornais Diário Catarinense, O Estado (SC), O Estado de São Paulo e Correio Brasiliense (DF). Escreveu alguns livros na área de gestão universitária, mas foi com seus dois romances A Superfície (GRD, 1967) e A Crônica do Medo (Livros do Mundo Inteiro, 1971) que ganhou visibilidade nacional.


Nascido numa família de artistas, a mãe era poetisa e o pai músico e pintor, Ricardo é um romancista reconhecido, com títulos para crianças e adultos, e tem, como disse Eliane Debus, “o inusitado e o maravilhoso como presenças constantes em suas obras”. Nelas, plantas, animais e objetos ganham vida e têm voz, como em:

O Trenzinho Fora da Linha (TchIe!, 1987);

O Circo das Plantas (Ed. do Brasil, 1988);

O Hotel dos Bichos Desamparados (FTD, 1988); e

Pequeno Coração (FTD, 1990).

Estão, ainda, entre seus títulos os romances:

A Superfície (GRD, 1967) e

A Crônica do Medo (Livros do Mundo Inteiro, 1971), com os quais ficou conhecido nacionalmente.


BIBLIOGRAFIA