literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Marcelo Zapelini Rosa
VOLTAR

Por Rosilene F. Koscianski da Silveira
Mestre em Educação/UNESC
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSC
Bolsista do Programa de Apoio a Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior– FUMDES
2013
Biografia atualizada em 2020

Marcello Zapelini da Rosa nasceu em Criciúma, é biólogo, com especialização em Meio Ambiente e Legislação Ambiental e MBA em gestão para segurança de alimentos. Atua como professor da rede pública estadual em Santa Catarina.

Lançou, em 2013, em edição do autor, a obra Os Morcegos, cuja temática está voltada para a educação ambiental. Trata-se de um livro destinado tanto ao público infantil quanto ao juvenil.

Depois de lançar seu primeiro livro infantil, Marcello Zapelini da Rosa publicou mais sete títulos nessa categoria. São eles:O nascimento de Bartolomeu: um lindo filhote de baleia franca, escrito com a colaboração de Daniel Jerônimo Teixeira, e Pumas: reserva do Aguaí, lançados em 2014; Os gambás, lançado em 2015; Os botos e a pesca cooperativa na cidade de Laguna, lançado em 2016; Peralta e sua turma e Chica – jequitibá, publicados em 2017. O livro Chica – jequitibá recebeu o Selo Saber Comunitário; e Laís,publicado em 2018.

A maioria dos livros infantis escritos por Marcello Zapelini da Rosa, além de contar uma história, mantém o foco na educação ambiental. Eles dialogam com os pequenos leitores, de forma crítica e divertida, sobre a necessidade de conhecer melhor e cuidar do meio ambiente. Os livros: Peralta e sua turma e Laís são exceções. O primeiro tem como protagonista um menino e a temática é a inclusão social. O segundo, a personagem central é uma menina que perdeu seu animalzinho de estimação e o assunto é a morte. Ambos utilizam a linguagem dos quadrinhos para conduzir a narrativa. Uma nova publicação vai ocorrer ainda esse ano, trata-se de Bóris – livro que contará a história de um elefante que foi treinado para trabalhar no circo.

Além das obras infantis e/ou juvenis, o escritor transita por outros gêneros literários e outras linguagens da arte. Refiro-me a poesia, aos contos, a música e ao cinema. No espaço dos contos e da poesia, o escritor criciumense tem publicado também oito livros: Livres poemas livres (2014), Misturas (2014), Pálpebras (2015)e  Nua e crua: poemas e contos(2015), Rinocerontes (2016), Ossos (2016), Sangue bruto: contos e poemas(2017) e Ventos (2018).

No campo da música, escreveu algumas letras que foram musicalizadas pelo saudoso Professor João Monteiro. Na linguagem do cinema, atua como roteirista, produtor e ator no Polo Cinematográfico de Criciúma (PCC), projeto desenvolvido em parceria com Leandro de Bona Dias e Sander Hahn. O grupo já produziu alguns filmes curta-metragem como Era uma vez fitas, DVDs e BLU – RAYS (2015); Cenas de um casamento (2016); O Empresário do ano (2016); Ela (2017); Domingos bugreiro (2015), entre outros. Esses curtas estão disponíveis na plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube, em Vídeo Beta.

No espaço-tempo da literatura infantil e juvenil, Marcello Zapelini da Rosa confidencia que tem dezenas de histórias guardadas e prontinhas para mostrar ao seu público cativo. O escritor reafirma seu compromisso com a leitura dos meninos e meninas incentivando-os também a criarem e/ou contarem suas próprias histórias – e isso pode ser feito por meio das diferentes linguagens da arte.

 

Referências

GOMES, Alexandre. Resenha: O peralta e sua turma. (02/12/2017). Disponível em: http://culturanerdegeek.com.br/o-peralta-e-sua-turma/ . Acesso em 07 fev. 2019.

YOUTUBE. Vídeo Beta. Disponível em: https://www.youtube.com/channel/UCpOVS8hBrVXTRKo9HApuncg. Acesso em 07 fev. 2019.



BIBLIOGRAFIA