literatura infatil e juvenil de santa catarina

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
magna.art.br

Roberto Belli
VOLTAR

Por Maria Laura Pozzobon Spengler
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE/UFSC
2013

Roberto Belli nasceu em Blumenau (SC), em 1959. Quando criança já desenhava e escrevia histórias em quadrinhos com temas infantis e sobre o futuro, aos poucos a escrita prevaleceu e elaboração de contos passou a ser muito constante em sua vida.


Desde muito cedo conviveu com vários estilos de desenho, roteirizações.

Aos 15 anos, começou a trabalhar como desenhista na empresa Artex S/A, e passou por diversas empresas tradicionais de Blumenau, como Cia. Hering, Sulfabril e Omino Hering.

É formado em Letras pela Universidade de Blumenau (FURB). Na carreira literária, ainda como acadêmico,  conquistou o primeiro lugar, em 1979, no VI Concurso de Contos da FURB, com o conto de ficção científica “O meu fantasma do espaço”. Em 1986, ao se formar, teve uma coluna de ficção científica no Jornal de Santa Catarina, encontrando, aí também, o seu viés político.

Buscando conhecer grandes editoras, mudou-se para São Paulo, onde trabalhou como revisor e preparador de textos na Editora Scipione, do Grupo Ática, e, ali, aprimorou seu estilo, publicando, eventualmente, em coletâneas ou revistas, seus contos e poesias.

A literatura infantil também o encantava e, com a chegada de sua filha, Isadora, em 1995, passou a dar maior importância a esse gênero.

Em 2000, teve a oportunidade de escrever contos infantis e adaptar os clássicos para diversos formatos, a pedido da Editora Todolivro, de Blumenau. A partir daí, publicou uma grande quantidade de títulos, mais de 100. Seus sucessos foram, marcadamente: Maguinho e o Orbe Cintilante, e O Elefante que Queria Tudo, bem como muitos outros, cujos temas iam da poesia, da aventura, do científico, do ecológico ao lúdico, com livro associado a brinquedos.

Voltando a Blumenau, passou a trabalhar no estúdio de desenho de seu irmão, o Belli Studio. Fez roteirizações de 21 episódios de desenhos animados e mais nove revistas em quadrinhos para a Beto Carrero World, os quais fizeram muito sucesso. No estúdio, escreveu e roteirizou inúmeras histórias e documentários para diversos clientes, como as empresas: Bunge, Kyly, Parque Unipraias, dentre inúmeros outros.

Dedica-se agora também a trabalhos como a elaboração de dicionários, livros de teoria literária, como Ficção Científica - Um Gênero para Ciência e a publicação do livro de contos Farol de Espaço Profundo.

Hoje, morando em Belo Horizonte/MG, continua com raízes fortes em Santa Catarina, e trabalhando para a Todolivro, porém dá início a novos projetos de ficção científica que, com a publicação na revista Somnium nº 106 (http://clfc.com.br/somnium/), do Clube de Leitura de Ficção Científica, entra numa nova etapa em sua vida. 


BIBLIOGRAFIA